quarta-feira, 8 de julho de 2009

Outro fim-de-semana de reclusão?

Central Park Hoodie
Costas do Central Park Hoodie que estou a tricotar.

Aproxima-se um fim-de-semana mais ou menos prolongado. Parece que ouço perguntar "como é que é isso de mais ou menos prolongado?". A resposta não é simples - nunca é - mas prometo que me vou esforçar.

Ora, como todos sabemos, estamos a viver uma "preocupante crise sanitária" (são expressões destas que se ouvem aqui a torto e a direito, e eu a ligar "sanitário" a outras coisas). A verdade é que os dados da Organização Mundial de Saúde não enganam: a proporção entre vítimas mortais e infectados com o vírus da gripe A é maior aqui que nos outros países. E isto, para além da óbvia tragédia que é para as famílias de quem foi ou está a ser tocada pelo vírus, é também uma grande dor de cabeça para as autoridades (sanitárias e não só).

(Nota: ontem recebi uma chamada telefónica em que me fizeram todo um inquérito sobre a prestação do governo, a situação da Argentina, a inflação, a corrupção... foi tão bom ter aquele bocadinhozinho de tempo de antena em que pude classificar como entendi cada um dos itens dados pela operadora, sem que ninguém me acusasse de ser estrangeira, ou, pior ainda, europeia!)

Voltando ao fim-de-semana quase prolongado, amanhã é feriado, dia pátrio, daqueles que não são transferidos para a segunda-feira mais próxima. Sexta deveria ser dia de trabalho normal, mas o governo decidiu instituir um "feriado sanitário" ao qual muitas empresas deverão aderir, pelo menos na modalidade de ter os seus colaboradores a trabalhar a partir de casa.

Para quem não está habituado a estas andanças (as de trabalhar a partir de casa), um feriado sanitário vai ser isso mesmo, um feriado. E o resto é conversa.

Por mim, tudo bem: tenho livros, tricot e... ah, trabalho! para fazer.

Agora giro, giro, giro mesmo era que acontecesse o que aconteceu há dois anos atrás: um nevão aqui na cidade a 9 de Julho! Mas fim-de-semana mais ou menos prolongado já não é mau.

6 comentários:

Bau disse...

Parece-me que me lembro do início desse dito nevão! 2 anos, ui! E puzzles, já ficaram sem stock?

Billy disse...

Lembras-te? :)

Sim, estamos sem stock!

mariana.santos.ramos disse...

Bom feriado!Bons feriados!
Vou fazer figas para que neve! Mas tens de ficar em casa a ver a neve? Não podes ir fazer bonecos, na rua?
Lembrei-me agora de uma coisa, a propósito de muito tempo livre: já compraste a máquina de costura? É que continuo à espera para te dar o presente de anos.
Beijinhos aos dois e aproveitem bem o tempo.

alcinda leal disse...

Então o fim de semana prolongado está a correr bem?
Aqui começam a crescer os casos de gripe A geométricamente...
Eu , o Rui e as suas netas, que vão connosco este ano, vamos meter-nos na bocado lobo:avião e ilhas, onde há um grande número de pessoas vindas da América e do Canadá!
Mas que fazer? Se tivermos que ser infectados, somos lá ou aqui...
É preciso é tomar os cuidados recomendados.
Beijinhos
Alcinda

Anónimo disse...

Como em tudo, os americanos gostam de ficar à frente... por acaso, os números oficiais em Portugal parece que são superiores, e parece que a paranóia já se instalou. Hoje fui inscrever a R. na catequese e a coordenadora nem um aperto de mão me deu. Fiquei logo a pensar que, como eu estou super rouca, deve ter sido precaução... (tenho de mudar a pulseira por esta?...)
fungaga

Andrea disse...

ah, pero si tenemos tejido, libros, compu y marido... quedate adentro, nena! LOL