terça-feira, 12 de abril de 2011

Muito actual

"Prohibido votar basura"

as forbidden as it is, the street is full of trash

A cena acima foi fotografada no Sábado passado, no centro da Cidade do Panamá.

Para além do nojo que o monte de lixo desperta em mim, a ironia do prohibido votar basura está no duplo sentido permitido pelos vários erros ortográficos em tão parca superfície. A proibição, a indiferença perante a proibição e a inacção diante do panorama catastrófico que se vive ali naquela rua são, curiosamente, uma metáfora que se pode transpor para outras situações.

Curiosamente, ou não, a mesma fotografia calça como uma luva no actual panorama político português. Por isso, no dia 5 de Junho é preciso comparecer nas urnas e é absolutamente proibido "votar em lixo", nem que isso exija um grande voto em branco.

Igualmente pertinente para quem vive cá (os moradores que ali depositam o seu lixo e também a autoridade de saneamento desta cidade) como também para todos os eleitores portugueses: acção é preciso, arregacemos as mangas e não nos deixemos vencer pela inércia.

6 comentários:

Alexandra Durão disse...

Mas essa situação é casual ou não? É incrível, não andam por aí montes de ratos?
Vivemos momentos difíceis, mas da parte das pessoas que têm poder esperava-se mais honestidade, mais capacidade para pôr de lado tanta arrogância e em conjunto tentarem encontrar algumas soluções para tanta dificuldade que atinge a vida de algumas pessoas, especialmente as atingidas pelo desemprego!
Pelo menos votem com consciência, se bem que quem lá está também e quem para lá tenta ir, proclamam essa mesma consciência e afinal!...

Anónimo disse...

Na mouche!
Bjs.
M

Tiresense disse...

Ouvi esta manhã a sua entrevista à antena 1. Um regalo! Os meus parabéns. Os melhores cumprimentos a partir da Capinha.

maria augusta cândido disse...

Olá Ana!
Não a conheço pessoalmente, mas por via do seu pai.
Acompanho o seu blog e acho que tem arriscado bastante e pelos vistos tem corrido bem.
Ouvi a sua entrevista na Antena 1 e percebi logo quem era.
Espero que nos venhamos a conhecer pessoalmente um dia na Capinha ou em Tires quem sabe.
Desejo que os seus pequenos almoços na varanda continuem a ser o melhor do mundo.Bjs da mariazinha (mais conhecida assim).

fungaga disse...

Podes crer... os meus alunos estão todos a desistir de Portugal. Não é só de cá trabalhar ou estudar, é mesmo do país em si. Faz-me muita impressão.

Billy disse...

Olá a todos!

Alexandra, a situação do lixo, infelizmente, é habitual. A cultura cá é de terminar o que estás a beber/comer, abrir a janela do carro e atirá-la para o chão. É tão triste! Mas depois há espaços (como a cinta costera) onde há SEMPRE equipas de limpeza que recolhem a nojeira que as pessoas lá deixam. Onde essas equipas não chegam... é o que se vê.

Obrigada, M!

Olá Tiresense, bem-vinda a este estaminé! Ainda bem que ouviu e gostou da entrevista. Eu adorei a experiência! :) Um beijinho para si.

Olá Mariazinha, eu acho que já nos conhecemos... mas talvez não se lembre de mim. Não faz mal, em breve pode ser que tenhamos oportunidade! Um beijinho!

Fungagá, não desesperes! Deixa-os emigrar, não há melhor para verem que afinal Portugal é muito melhor do que pensavam. Depois voltam com outra perspectiva da situação. Beijinhos para ti, F!