segunda-feira, 29 de junho de 2009

Eleições várias

Ontem houve eleições cá na Argentina. De uma forma geral e muito resumida, a dinastia K levou uma valente machadada na sua confiança. Ainda não ouvi o discurso da derrota (que foi dado em directo... às duas da manhã) nem o da presidente (estava muito mais divertida a beber um chá e a conversar, porque foi hoje a meio da tarde), mas pelo que ouvi das minhas colegas, suponho que de várias formas mais ou menos encapotadas tenham tentado esconder a amplitude da perda com uma alegação ou duas de fraude.

Mas adiante.

Também sobre eleições, desta feita no Irão, a Diana publicou um vídeo arrepiante no blog dela. Nada temam, porque não contém imagens chocantes. Mas vale a pena ver.

1 comentário:

mariana.santos.ramos disse...

Os que estão no poder raramente ganham eleições. Aqui tivemos as europeias, que funcionaram como ensaio, e o PS perdeu-as para o PSD.
Agora esperam-se as legislativas, em 27 de Setembro, e as autárquicas, em 11 de Outubro (país rico faz duas eleições com 15 dias de intervalo, para não confundir os eleitores). Pois bem, o PSD já afia os dentes (e as sondagens ajudam-no), porque a Manuela Ferreira Leite até parece mais competente, desde que ganhou as europeias.
Não é que eu goste do Sócrates, que começou bem, mas se deixou enredar no poder e tramou muita gente, incluindo ele próprio.
Mas antes das europeias ninguém dava nada pela MFL, líder errática, que não dizia coisa com coisa.
Enfim, não há como deixar passar o tempo e depois se verá...
Que este país precisava de um governo decente, isso ninguém tem dúvidas. Mas, há disso?